Psicologia das cores na arquitetura

A cor é uma forma de energia e, por isso, afeta as funções do corpo e da mente, além de influenciar nossas emoções. De acordo com Frank H. Mahnke, autor de Color, Environment and Human Response, ela afeta as ondas do cérebro, funções do sistema nervoso e atividades hormonais, além de estimular associações estéticas e emocionais.


fonte: officelovin.com Studio O+A. SoMa – San Francisco, California


Espaços com poucos estímulos visuais e monótonos podem levar a subestimulação, enquanto um excesso de estímulos visuais à superestimulação. Exposição à superestimulação pode causar mudanças na freqüência respiratória, cardíaca e na pressão sangüínea, aumento nas tensões musculares, além de abrir campo para doenças ligadas ao stress. Pessoas sujeitas à subestimulação demonstram sintomas de cansaço, dificuldade de concentração, irritação, enquanto a superestimulação é fatigante e distrativa. Abaixo, vemos um exemplo de monotonia e subestimulação.


fonte: www.the2percentfactor.com


VERMELHO

fonte: archdaily.com/100224/theatre-agora-unstudio


Associações positivas - paixão, força, atividade, calor

Associações negativas - agressividade, raiva, intensidade, sangue, ameaça


O vermelho é talvez a cor mais dominante e dinâmica de todas as matizes. Agarra a atenção e domina sobre todas as outras cores. O ponto focal da onda de luz da cor vermelha é atrás da retina, portanto, o vermelho avança, criando a ilusão de que objetos vermelhos estão mais perto do que estão na realidade. A dinâmica e masculinidade do vermelho se transforma drasticamente, quando ele se torna rosa. Muda o gênero para feminino, e aparece gentil, complacente e suave, quanto mais ao branco se dirigir.


LARANJA

fonte: designboom.com/architecture/jakob-macfarlane-orange-cube/


Associações positivas - jovial, vivo, energético, extrovertido, sociável

Associações negativas (quando altamente saturado) - barulhento, estrondoso e intrusivo

Associações negativas (quando pouco saturado) - fraco, desanimado


O laranja tem uma crise de identidade, ocupa uma posição menos importante que o vermelho. Essa cor é um estimulante físico e mental, abrindo a mente para novas ideias. Sendo assim, ela pode ser empregada em locais de trabalho e estudo. Também estimula o apetite, podendo ser usada em locais de alimentação.


MARROM

fonte: treehugger.com


O marrom é um laranja escurecido. Não está no espectro das cores, mas é a última palavra em cores da natureza. Tem uma associação gustativa, com café e chocolate, está ligado a conforto e segurança, sugere estabilidade, além de ser maternal e de confiança. Algumas nuances de marrom podem fazer o espaço parecer carrancudo, sujo e monótono.


AMARELO

fonte: architecture-balar.com


Associações positivas - animado, dinâmico, energético

Associações negativas (altamente saturado e berrante) - egocêntrico, espalhafatoso


O amarelo representa um futuro brilhante, esperança, sabedoria, é expansivo, comunicativo, luminoso, sendo a cor mais alegre de todas as cores.


VERDE

fonte: http://architizer.com/firms/slangen-koenis-architecten/


Associações positivas - tranqüilo, refrescante, quieto e natural

Associações negativas - tedioso, comum, culpado


O verde é uma mistura da alegria do amarelo, com a dignidade do azul. O mais repousante e tranquilo de todas as cores, por focar exatamente na retina. É também a cor da morte, do veneno. O verde exatamente neutro é calmo. Quando está mais perto do amarelo, assume um pouco de suas características, o mesmo acontecendo com o azul.


AZUL

fonte: http://blog.coxandkings.com/


Associações positivas - calmo, segurança, conforto, sobriedade, contemplação

Associações negativas - assustador, depressivo e frio


O azul é o pacificador das cores, não há muitas pessoas que não gostem do azul. É a cor associada a espiritualidade e sabedoria. É uma cor nobre, e representa dignidade, equilíbrio e reserva. Por ser uma cor fria, é indicada em locais quentes pois dá a sensação de refrescância, e não é indicada em locais frios, pelo mesmo motivo.


VIOLETA

fonte: chantiki.com/


Associações positivas - realeza, luxo, digno, e exclusivo

Associações negativas - triste, solidão, associações pomposas


O violeta, mistura de azul e vermelho, sugere a integridade do azul e a força do vermelho. Simboliza também internalização, profundidade de sentimentos, dignidade, riqueza, misticismo e magia.


BRANCO

fonte: publico.pt


O branco representa luz, o espiritual, sagrado, inocência. Do ponto de vista psicológico, o branco é estéril, sendo assim combina com qualquer tipo de ambiente, e ajuda a ampliar os espaços.


PRETO

fonte: archdaily.com.br/br/764887/dtu-skylab-juul-frost-arkitekter/54c83c25e58ece990100012b


O preto intensifica as cores e as faz parecer mais luminosas. Reflete poder e autoridade. Ambientes com essa tonalidade transmitem elegância, mistério e formalidade. Deve ser usado com moderação, pois diminui os ambientes e pode remeter à depressão.


CINZA

fonte: designbinge.tumblr.com


O cinza puro é conservativo, calmo, sombrio, elegante, em determinados casos pode ser considerado monótono e sem vida.

Em relação ao ambiente, as pessoas esperam que todos os seus sentidos sejam moderadamente estimulados a todo o tempo. Assim acontece na natureza, e não está relacionado apenas com diferença de luminosidade das cores, mas em variantes como som, temperatura, luz. Mas variedade em excesso também é prejudicial, se torna confusa e desagradável, já unidade em demasia é monótono. O equilíbrio é sempre o ideal!


No ambiente como um todo tem que haver cores em níveis de iluminação, temperatura e intensidade diferentes, e a cor complementar da cor dominante deveria estar presente em uma certa quantidade. Efeitos de cores favoráveis dependem de variedade e contraste, mas dentro do bom senso!


Até o próximo post!

#cornaarquitetura #cores #psicologiadaarquitetura #interiores #decoração

posts em destaque
posts recentes
arquivos